quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

O castigo



A cada hora passada
Meu peito se aperta
e entendo o significado

Sua ausencia me corroi
e me redime
das maldades praticadas contra ti

O tempo prossegue
a agonia aumenta
e as lagrimas vertem

Eu suplico
mesmo sabendo que nao me escutas
rastejo
mesmo sentindo que nao me vês

E quando chego ao limite
sinto sua misericordia
meu amor e meu suplicio










Nenhum comentário:

Postar um comentário