sábado, 20 de março de 2010

As arvores


Se as arvores da praça falassem
contariam uma ardente história
de paixão, sem conto de fadas
de gente de verdade, decidindo lutar
começar, recomeçar...

Se as arvores da praça falassem
contariam uma picante historia
de desejos, calafrios que sobem a espinha
de loucuras, e gemidos abafados

se as arvores desta praça falassem
contariam uma historia de dor
de crescimento, de reconhecimento
de força e decisões que se superam

Nenhum comentário:

Postar um comentário